SANTAR

Santar é uma pequena vila situada no coração do Dão. Com cerca de mil habitantes, é dona de um importante património material e imaterial: a paisagem vinhateira de grande relevância histórica, cultural e económica; um conjunto de solares e casas brasonadas relativamente bem conservadas, jardins históricos e património religioso classificado.
Chegando ao centro da vila, torna-se evidente que estamos numa terra beirã: as casas de pedra – quentes no inverno e frescas no verão – não enganam. Vila desde 1928, Santar pertence ao Conselho de Nelas, e à sub-região estatística portuguesa de Dão-Lafões, onde a história e a tradição na produção de vinho são uma bandeira. Toda a vila está rodeada por vinhas, sendo a Touriga Nacional e o Encruzado as castas dominantes da região.
A zona histórica de Santar tem, ainda, vários vestígios arqueológicos da ocupação romana e as casas com brasão, distribuídas pela vila, vão desenhando o mapa de quem tinha, em tempos idos, o poder agrícola em Santar.

Devido à história, à tradição vínica, às casas típicas da região e ao cuidado extremo com as ruas e jardins da vila, Santar é considerada a Princesa das Beiras.

(IMAGEM representativa santar)